Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

Atual geração perdeu "estilo F-1", mas ganhou em elegância e esportividade (Foto: Rodrigo Mora/G1)

 

Os materiais usados nos bancos, no painel e nos apliques de metal são de indiscutível qualidade. E em nenhum momento é possível duvidar da esportividade do carro, seja pela posição de dirigir rente ao assoalho, pelo volante convidativo, ou pelo painel de instrumentos com velocímetro e conta-giros separados artificialmente. Outro ponto elogiável é o aproveitamento de espaço: não sobra nem falta, o carro simplesmente te envolve.

 

 

Traseira do SLK está mais volumosa e harmônica.  (Foto: Rodrigo Mora/G1)

 

 

Confortável e espaçoso, interior oferece o melhor em acabamento (Foto: Rodrigo Mora/G1)

 

 

 

Transformação em conversível demora poucos segundos (Foto: Rodrigo Mora/G1)

 

 

 

Quanto à troca de personalidade do SLK, sua transformação de cupê para conversível acontece de maneira simples e rápida, bastando apertar um botão posicionado charmosamente no console central. O teto removido vai parar no porta-malas, mas ainda assim é possível acomodar a mochila do casal. Os dois defletores instalados atrás dos bancos ajudam a manter a conversa em níveis sonoros razoáveis.

 

 

Transformação em conversível demora poucos segundos (Foto: Rodrigo Mora/G1)

 

Concorrentes (Foto: Arte/G1)

 fonte:globo.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33





Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Links

links